Evangélicos são homenageados por resgatar cerca de 1.000 deficientes ucranianos

  • 25/03/2024
Evangélicos são homenageados por resgatar cerca de 1.000 deficientes ucranianos
Evangélicos são homenageados por resgatar cerca de 1.000 deficientes ucranianos (Foto: Reprodução)

Recentemente, a Aliança Evangélica Austríaca promoveu um evento em Viena, capital da Áustria, para reconhecer e homenagear cristãos evangélicos pelo importante trabalho humanitário realizado na Ucrânia.

Pete Malkin, do Reino Unido, Niku Gal, da Romênia, e Roman Scamoni, da Áustria, foram honrados por sua dedicação em evacuar mais de mil ucranianos com deficiência, levando todos em segurança para a Alemanha e a Áustria.

Em um gesto de reconhecimento oficial do governo ucraniano, Serhii e Natalie Blochuk, fundadores do Centro de Reabilitação Agape Ucrânia, próximo a Lutsk, no oeste da Ucrânia, entregou a Cruz Branca ao grupo.

O prêmio homenageia cidadãos estrangeiros e apátridas que desempenharam um papel ativo e significativo em auxiliar a Ucrânia desde o início da invasão russa.

Poucos dias após o início da guerra, Malkin viajou para a Ucrânia em uma van para transportar pessoas com deficiência para locais seguros.

Missões de evacuação

Esse ato inspirou o Fórum para Deficientes da Aliança Evangélica Austríaca a organizar novas missões de evacuação.

O Centro de Reabilitação Agape Ucrânia tornou-se o centro das operações de resgate.

(Foto: Reprodução)

Um dos premiados ao lado de pessoa resgatada. (Foto: Aliança Evangélica Austríaca).

O casal Bolchuk relatou até 300 novas chegadas por dia durante as operações de evacuação nos primeiros dias da guerra.

As pessoas resgatadas foram transportadas por micro-ônibus, via Polônia para a Alemanha e via Eslováquia para a Áustria, em uma operação organizada por Malkin, Gal e Scamoni.

Julia, irmã de Scamoni, que participou de uma dessas viagens, descreveu o ambiente como "opressivo". Segundo ela, "sofrimento, desespero e medo eram palpáveis em todos os lugares".

Mas a evacuação "não foi o fim da história", pois também foi necessário encontrar locais que atendessem às necessidades das pessoas ucranianas com deficiência, locais que "também estivessem disponíveis a longo prazo", explicou Roman Scamoni.

"Refugiados com deficiência geralmente não conseguem retornar rapidamente aos seus países de origem, pois suas instalações e redes de apoio lá foram destruídas. Agora, eles precisam de apoio a longo prazo na Áustria e na Alemanha", acrescentou Scamoni.

FONTE: http://guiame.com.br/gospel/mundo-cristao/evangelicos-sao-homenageados-por-resgatar-cerca-de-1000-deficientes-ucranianos.html


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Top 5

top1
1. Vida Vazia

Josias Morais

top2
2. Tadinho de mim

Canção e Louvor

top3
3. João Paulo & Joel

Tua vitória

top4
4. Acalma o meu coração

Anderson Freire

top5
5. Não Pare

Midian Lima

Anunciantes